FOTOS DA ASSEMBLEIA GERAL

FOTOS DA ASSEMBLEIA GERAL
PLATEIA DA ASSEMBLEIA GERAL

Contador


Advogados Rio de Janeiro



DIA NACIONAL DO DADOR DE SANGUE 25/03/2012

DIA NACIONAL DO DADOR DE SANGUE  25/03/2012
VEM JUNTA TE A NÓS SE NAO ÉS DADOR DE SANUE

FOTO DOS COVIDADOS

FOTO DOS COVIDADOS

BRAZÃO DE VILA FRANCA DAS NAVES

BRAZÃO DE VILA FRANCA DAS NAVES

Seguidores

A minha Lista de blogues

quinta-feira, 3 de Março de 2011

DIA NACIONAL DODADOR DE SANGUE

COMEMORAÇÃO DO DIA NACIONAL
DO DADOR DE SANGUE
EM
VILA FRANCA NAVES


DIA 27/MARÇO/2011

27 MARÇO
13h30m RECEPÇÃO DOS CONVIDADOS

15h00 – Missa em Homenagem a todos os Dadores de sangue Presidida por o Sr. Bispo da Guarda.

16H30 – No Centro Cultural de Vila Franca das Naves, Sessão Solene, com a presença das mais altas individualidades da região, com :

1 - Grupo de Concertinas Penedo da Vila Póvoa do Concelho



2 – Entrega de certificados aos Dadores de Sangue com 10 ou 20 dádivas;

3 – Actuação das “Pedrinhas da Calçada”.

19H00 – Jantar de convívio no Restaurante “Condesso”. (*)

UNIDADE MÓVEL
DE
RECOLHA DE SANGUE
(*) Estão abertas as inscrições;
pelos Tela 922059594 e Tele / Fax 271881050, até ao dia 21/03/2011









ASSOCIAÇÃO DE DADORES DE SANGUE
DE VILA FRANCA NAVES
Avenida Padre Indalecto Lopes Nº 15
6420-717- Vila Franca das Naves

VILA FRANCA NAVES 03/03/2011



Exmo.(a) Senhor (a)
Presidente da Associação / Grupo de Dadores de Sangue




Assunto: Convívio do dia Nacional do Dador de Sangue.

Exmo. (a) Sr. (a).

A Associação de Dadores de Sangue de Vila Franca das Naves, com o apoio da FAS de Portugal, têm a honra de convidar a Associação / Grupo de Dadores de Sangue, a que V. Ex.ª preside, a participar no convívio a realizar no dia Nacional do Dador de Sangue, cujos os eventos terão lugar em Vila Franca das Naves,dia 27 de Março de 2011.

Para uma melhor melhor organização das actividades, solicitamos a confirmação de presença assim como o número de participantes,
até dia 21 de Março 2011.

A inscrição tem o custo de 10 euros por participante para o jantar, que se realiza pelas 19h no RESTAURANTE “O CONDESSO.”

Aproveitamos a oportunidade para cumprimentar V. Ex.ª e desejar os melhores êxitos ao grupo que representa.

Com os meus Cumprimentos

O Presidente da Direcção
Nelson Ferreira da Costa

Sem comentários:

Enviar um comentário

cultura é significado de amor pelas vidas que salvamos ao doarmos o nosso sangue

Loading...

DE SANGUE

DE SANGUE
DÊ UM POUCO DE SI

Novo equipamento em Vila Franca das Naves com delegação do Município

Miguel Madeira dá nome a Centro Cultural

O novo edifício perpetua a memória de Miguel Madeira, com uma imagem e uma placa colocadas numa das entradas. “É uma homenagem à medida da grandeza do homem que foi Miguel Madeira”, diz o autarca Júlio Sarmento.
O novo edifício perpetua a memória de Miguel Madeira, com uma imagem e uma placa colocadas numa das entradas. “É uma homenagem à medida da grandeza do homem que foi Miguel Madeira”, diz o autarca Júlio Sarmento.
Numa homenagem a Miguel Madeira, antigo autarca e comandante dos Bombeiros de Vila Franca das Naves, a Câmara de Trancoso acaba de inaugurar um Centro Autárquico e Cultural com o nome do ex-presidente de Junta, falecido há quatro anos. Um equipamento que integra vários espaços, entre eles uma delegação do Município.


torneio de futsal inter associações de sangue de portugal Évora 2009

torneio de futsal inter associações de sangue de portugal Évora 2009
1º LUGAR PARA A ASSOCIAÇÃO DE VILA FRANCA DAS NAVES

Logótipo da Ads de Vila Franca das Naves

seminário

seminário

COMO PODERÁS SER DADOR DE SANGUE

Como tornar-me dador?
Basta dirigir-se a qualquer Centro Regional de Sangue ou Hospital com serviço de colheita e candidatar-se à dádiva. Relembramos que para ser dador de sangue, basta ter 18 anos, pesar pelo menos 50 quilos e ter hábitos de vida saudáveis. No local, irá ser avaliado por um médico que lhe dirá se pode dar sangue ou se a sua dádiva será adiada por mais algum tempo. Vai ver que não custa nada e vai estar a ajudar os muitos doentes que diariamente precisam de sangue!

ENTREVISTA NA RECOLHA DE VILA F NAVES

Arquivo: Edição de 07-05-2008

SECÇÃO: Região

Acção de recolha de sangue registou grande adesão

Vila Franca aumenta número de dadores

Foram muitas as pessoas que, no domingo, aderiram à acção de recolha de sangue realizada em Vila Franca das Naves
Foram muitas as pessoas que, no domingo, aderiram à acção de recolha de sangue realizada em Vila Franca das Naves
É já habitual em Vila Franca das Naves haver um grande movimento de pessoas sempre que uma equipa do Instituto Português do Sangue se desloca à localidade para fazer a colheita de sangue, com o número de dadores a aumentar de ano para ano.

De ano para ano, a dádiva de sangue movimenta um número cada vez maior de pessoas em Vila Franca das Naves. Nesta vila do concelho de Trancoso, a lista de dadores tem registado um aumento significativo, sendo muito resultado do movimento gerado por um grupo que em Outubro de 2007 criou a Associação de Dadores de Vila Franca das Naves.

A Vila recebeu, no último domingo, 4 de Maio, mais uma acção de recolha de sangue, que, mais uma vez, motivou uma grande afluência de dadores às instalações da Escola EB 2,3 local, onde decorreu a iniciativa.

Nélson Costa, que durante oito anos esteve ligado à Associação Distrital de Dadores, preside agora à Associação de Vila Franca, cuja fundação se fica a dever à grande adesão a acções de colheita de sangue. “Vila Franca das Naves começou com 12 dadores, que iam dar a Pinhel. Agora formámos uma associação, tendo em conta a adesão de muitas pessoas”, disse, manifestando satisfação com o aumento registado.

Dador durante vários anos, este técnico de farmácia sempre teve uma “paixão” pela dádiva de sangue, que interrompeu há algum tempo devido a problemas de saúde. “Sempre tive a paixão por isto e, juntamente com uns amigos, conseguimos criar a Associação, que fica responsável pelos concelhos de Trancoso, Vila Nova de Foz Côa, Figueira de Castelo Rodrigo, Mêda e Pinhel”, explica Nélson Costa.

“Precisamos de muito sangue nos hospitais”

De referir ainda que, no domingo passado, Pinhel recebeu também uma brigada de recolha de sangue, que chamou muita gente ao quartel dos Bombeiros Voluntários da Cidade. Para o dia 22 deste mês está agendada uma acção na localidade de Reboleiro (edifício do Centro Cultural), no concelho de Trancoso, e uma outra a 22 de Junho, em Figueira de Castelo Rodrigo. Neste concelho, os dadores inscritos no Instituto Português do Sangue (IPS) são apenas 35, número que a Associação quer aumentar.

O presidente apela, por isso, à população figueirense para que adira à acção do próximo mês. “Figueira vai receber uma brigada de recolha de sangue e espero que as pessoas adiram, porque, infelizmente, precisamos de muito sangue nos hospitais”, alerta Nélson Costa.

O presidente refere, de resto, que o trabalho da Associação “é sensibilizar e mobilizar os dadores, incentivando à adesão de outros”. “Eu digo a todos os dadores que tragam mais um amigo, porque só dessa forma será possível colmatar o défice de sangue”, diz aquele responsável, destacando o facto de os dadores beneficiarem da isenção de taxas moderadoras. Uma regalia concedida a quem dá sangue duas vezes no ano. “Além de poder salvar uma vida, o dador tem essa regalia” no acesso a cuidados de saúde.

Para a realização das acções de recolha de sangue, o Instituto Português do Sangue desloca uma equipa do Centro Regional de Coimbra, constituída por médicos, enfermeiros e pessoal administrativo, que assegura os diferentes passos do processo.

Portugueses generosos

Um dos médicos presentes na acção realizada em Vila Franca, Paulo Sousa, destaca a grande adesão registada, salientando o interesse das pessoas por esta causa. “O povo português é muito cumpridor, e sempre que há um apelo verifica-se um grande afluxo de pessoas actualmente na dádiva de sangue”, refere o médico, dando conta da necessidade de haver sangue nos hospitais.

Foram muitas as pessoas que, na manhã de domingo, passaram pela enfermeira Florbela Carvalho, muitas pela primeira vez e algumas com um certo ‘medo’ da agulha. “Via-se que algumas pessoas estavam com algum receio no início, devido ao tamanho da agulha”, mas tudo correu bem.

Um dos dadores, Patrick Silveira, de 32 anos de idade, dá sangue há cerca de dez. Um gesto que muito valoriza, a pensar na possibilidade de salvar uma vida em risco. Sem medo da agulha, Patrick pretende continuar a dar sangue enquanto tal for possível.

Gesto reconhecido

Uma dadora de sangue foi recentemente homenageada num juntar convívio organizado pela Associação de Vila Franca das Naves. Uma homenagem a uma pessoa – Maria José Morgado Monteiro - que só deixou de dar sangue por motivos de idade, aos 65 anos. Foi uma forma de a Associação “manifestar o carinho e a gratidão” por um gesto “louvável”. “Quando as pessoas chegam ao limite de idade e não podem dar mais sangue, a Associação tem uma prenda para todos esses dadores”, disse o presidente, Nélson Costa.

JORNAL O INTERIOR

Associação de Dadores de Sangue criada em Vila Franca das Naves

Tempo de leitura: 2 m

Bookmark and Share
Aumentar Tipo de LetraDiminuir Tipo de Letra

Vila Franca das Naves, no concelho de Trancoso, já tem uma Associação de Dadores de Sangue. Trata-se da concretização de uma «vontade antiga» de Nelson Costa, delegado da Associação de Dadores do Distrito da Guarda, que, por iniciativa própria, teve a ideia de criar este organismo na sua terra natal.

A associação está a funcionar na sede da Junta de Freguesia de Vila Franca das Naves e conta, actualmente, com 485 dadores, sendo que cerca de 200 são sócios. Porém, o objectivo de Nelson Costa passa por conseguir angariar mais sócios e, simultaneamente, dadores. Ainda no último domingo a colectividade vilafranquense organizou, em conjunto com a delegação de Coimbra do Instituto Português do Sangue, uma recolha na vila e na cidade de Pinhel em que participaram 267 pessoas. No entanto, o responsável lembra que «o sangue continua a ser um bem essencial para todos» e, por isso, as recolhas são uma constante um pouco por todo o lado. Mas Nelson Costa alerta também para a necessidade de haver «mais dadores de sangue» no distrito. Nesse sentido, o próximo passo será alargar a iniciativa aos concelhos vizinhos e conseguir cativar mais dadores na Mêda, Trancoso, Pinhel e Foz Côa. «Sei que muitas vezes há falta de sangue no Hospital Sousa Martins, pelo que é necessário haver mais angariação e uma maior ligação entre a Associação de Vila Franca das Naves e a da Guarda», refere o responsável. Apesar de nunca serem de mais, a Guarda é um dos distritos com mais dadores de sangue no país. Nelson Costa sublinha ainda os benefícios que os dadores têm em relação às taxas moderadoras, entre outros, para além de «poderem salvar uma vida com o seu contributo».

a rosa da imaginação do sangue

a rosa da imaginação do sangue
a rosa da sorte para angariar mais dadores

O QUE É O SANGUE



O sangue é um tecido constituído por várias células sanguíneas, suspensas num líquido chamado plasma. O plasma é constituído por água, sais minerais, moléculas hidrossolúveis como por exemplo a glucose e proteínas. As células sanguíneas são os Glóbulos Vermelhos ou Eritrócitos, os Glóbulos Brancos ou Leucócitos e as Plaquetas. É a medula óssea que se encarrega da produção das células sanguíneas, as quais são constantemente renovadas. O sangue tem funções muito importantes e complexas entre as quais o transporte de oxigénio, nutrientes, hormonas, dióxido de carbono e outros produtos do catabolismo.

Glóbulos Vermelhos ou Eritrócitos

Os Glóbulos Vermelhos ou Eritrócitos têm a particularidade de serem elásticos e deformáveis, permitindo assim um fluxo normal dentro dos vasos sanguíneos. Têm na sua membrana exterior elementos que são específicos para cada indivíduo, são herdados de pais para filhos e permitem diferenciar as células de uma pessoa das de outra pessoa – são os grupos sanguíneos. Os mais importantes na transfusão sanguínea são o sistema AB0 e Rh.

Glóbulos Brancos ou Leucócitos

Habitualmente os glóbulos brancos não são utilizados em terapêutica com componentes sanguíneos. Mas, por outro lado, alguns dados científicos associam a presença de glóbulos brancos ou leucócitos a reacções desfavoráveis e apontam para a hipótese de os leucócitos poderem também constituir um modo de transmissão do agente causador da variante humana da doença das vacas loucas, chamada variante da doença de Creutzfeldt-Jakob. Embora não esteja comprovada a transmissão das Encefalopatias Espongiformes Transmissíveis, nomeadamente a variante da doença de Creutzfeldt-Jakob através da transfusão de sangue, não existem provas suficientes que nos permitam excluir totalmente esta possibilidade, pelo que, e por medida de precaução, os componentes a transfundir são desleucocitados por métodos eficazes (filtros).

Plaquetas

As Plaquetas são as células mais pequenas do sangue tendo cerca de 1/3 do diâmetro dos Glóbulos Vermelhos. São elas que actuam de imediato quando há uma hemorragia, formando o rolhão plaquetário que vai parar a hemorragia, tendo um papel muito importante na coagulação sanguínea.

cartão de dador


DADORES > Cartão Nacional do Dador de Sangue

Fotografia do Cartão do dador

Quem pode ter o Cartão Nacional de Dador de Sangue (CNDS)?
Todo o cidadão que tenha efectuado pelo menos uma dádiva de sangue.

Como posso obter o CNDS?
Deve solicitar o CNDS no serviço onde dá sangue.

É necessária alguma documentação?
Possuir número de utente do Serviço Nacional de Saúde.

Tenho de pagar o CNDS?
Não.

Quanto tempo demora?
Aproximadamente 4 meses.

HOMENAGEM A MIGUEL MADEIRA

Arquivo: Edição de 09-07-2008

SECÇÃO: Região

Iniciativa da Associação de Dadores de Sangue

Miguel Madeira homenageado em Vila Franca

foto
A Associação de Dadores de Sangue de Vila Franca das Naves promoveu, no último domingo, dia 6, uma jornada de homenagem àquele que foi um dos principais dinamizadores das recolhas de sangue na localidade, Miguel Madeira, assassinado em 2005 enquanto decorria a campanha para as eleições Autárquicas. Além de ser uma homenagem, a acção pretendeu também sensibilizar a população da Vila e aldeias limítrofes para a dádiva de sangue, como forma de contribuir para “melhorar a assistência hospitalar em Portugal”.

O programa contemplou várias actividades, que contaram com a presença do presidente da Federação das Associações de Sangue, Joaquim Moreira Alves. Além de uma missa, a iniciativa inclui almoço, cerimónia de homenagem e jogo de futebol entre a ADS de Vila Franca das Naves e a Selecção das Associações de Sangue de Portugal.

distribuição dos grupos sanguínios

DISTRIBUIÇÃO DOS GRUPOS SANGUÍNEOS NA POPULAÇÃO PORTUGUESA
Imagem ilustrativa do artigo: DISTRIBUIÇÃO DOS GRUPOS SANGUÍNEOS NA POPULAÇÃO PORTUGUESA

O estudo sobre “Distribuição dos Grupos sanguíneos na população portuguesa”, obtida a partir dos Dadores de Sangue, registados nas bases de dados do Instituto Português do Sangue,IP, publicado na revista ABO nº 29 de Janeiro/ Março de 2007, constitui quer pelo seu âmbito, quer pela dimensão da amostra estudada, um marco importante na obtenção de estatísticas básicas e credíveis, com repercussões não só na área das ciências médicas, dos serviços de saúde, mas também, por exemplo na área da antropologia.

No estudo publicado na revista ABO nº 29 de Janeiro/ Março de 2007 os autores decidiram reformular dois dos quadros apresentados por lhes terem chegado algumas dúvidas sobre a sua interpretação, esta reformulação encontra-se publicada na revista ABO nº 30 de Abril/ Junho de 2007 em “Distribuição dos Grupos sanguíneos na população portuguesa” – Carta ao Director.